quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Bela Vitoria !!



Mais uma tarde quente de futebol, desta vez na Vidigueira. Muito Público afecto à equipa local (meia casa). Do Rosário estavam  mais de duas dezenas. Grandes condições dispõe a colectividade da Vidigueira. 

Entra  melhor em campo o Rosairense através de Vítor  faz um remate perto do poste do Vasco. A partir desse momento a equipa da casa equilibra os acontecimentos. Aos 15 minutos Marinho Saleiro lesiona-se, sai dando lugar a Marinho Silva.
Aos 20 minutos após bom entendimento entre Marinho e Nuno guerreiro, Nuno cruza para a área, onde aparece Jorginho na zona de penálti a rematar para a baliza do Vasco da Gama fazendo o 0-1. Perto da meia hora Armindo faz uma grande defesa, colocando a bola por cima da trave. Dez minutos volvidos, Armindo não consegue agarrar uma bola cruzada no interior da pequena área, sobrando para os atacantes do Vasco fazerem o golo do empate.

Na segunda parte entrou melhor a equipa da Vidigueira chegando ao golo por Emanuel Pestana num lance cruzado pelo lado esquerdo onde foi só necessário encostar o pé.

Valter recebe uma bola do lado esquerdo ficando isolado frente ao Guarda redes do Vasco , rematou para o interior das redes sem qualquer oposição. Ao minuto noventa, jogada de entendimento entre Pedrinho e Valter na qual este ultimo remata, sobrado a bola para Pedro Pacheco que aparece de trás, marcando assim o golo da vitória do Rosairense

Grande jogo aquele que foi possível assistir nesta bela tarde na Vidigueira.


Arbitragem de grande nível liderada pelo Sr. Edgar Gaspar, Luís Lameira e José Sá

onze inicial
1 – Armindo
3 – Hugo
4 – Nuno Guerreiro
8 – Nuno Costa
10 – Zé
11 – João Pacheco
15 – Vitor Real
18 – Valter Herlander
19 – Jorginho
21 – Saleiro (saiu aos 15m)
23 – Pedro Pacheco (saiu aos 92)

Suplentes
5 – Lila
6 – Ruben
12 – Joel
14 – André Costa
17 – Marcelo (entrou aos 92)
20 – Marinho (entou aos 15 e saiu aos 66)
22 – Pedrinho (entrou aos 66)

Amarelos: João Pacheco e Jorginho.

Golos: Jorginho, Valter Herlander e João Pacheco.








Sem comentários:

Publicar um comentário